Saiba como escolher sua próxima televisão


http://www.olhardigital.com.br/embed/31399

 

Leia a matéria na integra

1080p, Full HD, LED, LCD, “não sei quantos” Hertz, HDMI, 3D… são tantos termos técnicos na hora de comprar uma TV nova que às vezes é fácil se atrapalhar. Confira nossas dicas para ir atrás de uma televisão que se adeque às suas necessidades:
Plasma, LED ou LCD?
Vamos começar com as diferenças entre as tecnologias de telas. O plasma proporciona muito brilho e contraste. O ângulo de visão é amplo e favorece todos os telespectadores no ambiente. A desvantagem é o desgaste e a emissão eletromagnética – a chamada luz ultravioleta.
Já a TV de LCD, por ser menos brilhante, é a mais indicada para ambientes claros. O reflexo na tela é mínimo. Entretanto, o LCD oferece menor ângulo de visão e também menos contraste.
Os modelos de LED são os mais modernas no mercado nacional. Assim como as TVs de LCD, os aparelhos de LED se adaptam a qualquer ambiente e condições de luminosidade, mas com resolução muito melhor e menor espessura.
Tamanho
Muita gente, principalmente nós, brasileiros, temos a ideia de quanto maior, melhor, certo? Nem sempre. Já existem TVs realmente grandes, com mais de 60 polegadas, mas veja descobrir o tamanho certo do seu aparelho.
A fórmula para calcular a distância ideal para a TV que você está comprando é simples. O ideal é que o aparelho fique a uma distância mínima equivalente a 1,5 vezes o tamanho da diagonal da tela, e não mais longe do que duas vezes e meia essa mesma medida.
Por exemplo, uma TV de 32 polegadas. Considerando que uma polegada tem dois centímetros e meio, temos 80 centímetros de diagonal da tela. Assim, a distância ideal para assistir esta TV é entre 1,20 metros e 2 metros. A conta é fácil de fazer e faz diferença.
Resolução
Hoje, a maioria das TVss de alta definição é 1080P, Full HD, com resolução de 1920 pixels por 1080. A questão é que não é só porque você tem uma TV HD que tudo o que você vai assistir é em alta definição. Essa é uma questão de depende do conteúdo; seja sua TV por assinatura ou um DVD ou Blu Ray.
Atualmente, apenas alguns canais específicos e o Blu Ray têm capacidade para usar toda essa resolução. Quando você assiste a um canal normal ou a um DVD, por exemplo, o aparelho converte os sinais. Este processo é chamado de “upscale”, e isso, sim, depende do desempenho da sua TV.
Entretanto, já há marcas oferecendo equipamentos ‘Ultra HD’ ou ‘4K’. Pare pra pensar, se o conteúdo HD já é restrito, onde você vai encontrar mais do que isso? Será que vale a pena?
Taxa de atualização
A taxa de atualização determina a velocidade da transição de imagens na sua TV de alta definição. Muitas vezes, a maioria dos usuários sequer nota esse processo, mas a explicação é simples: quanto maior a taxa de frequência, menor a percepção dessas transições. É o chamado “rastro”
Hoje já existem aparelhos com taxas de até 480 Hz, mas os mais vendidos e mais fáceis de encontrar são as de 60 e 120 Hz. Cá entre nós? Nenhuma delas vai deixar você não mão. Escolha o melhor preço!

3D
image

Para quem procura uma TV 3D, a principal diferença entre os modelos disponíveis no mercado é em relação à tecnologia: ativa ou passiva.
O 3D ativo é o que oferece maior resolução. Os óculos ativos são equipados com baterias e suas lentes abrem e fecham em sincronia com as imagens. O problema é que os óculos ativos são mais pesados e caros também.
O 3D passivo é mais barato e, além disso, os óculos são mais leves. A tecnologia passiva é a mesma usada nos cinemas, porém a qualidade de imagem é um pouco inferior.

Entradas
A melhor maneira de explorar toda a qualidade e resolução do seu televisor de alta definição é através das saídas HDMI. Neste caso, vale a pena observar quantas conexões HDMI estão disponíveis no modelo que pretende comprar. Lembre-se: você pode querer ligar um aparelho Blu Ray, um videogame, um set-top box e por aí vai.
Para quem gosta de conectar o PC à TV, é importante avaliar se a conexão VGA está disponível. Conexões USB e entrada para cartões SD também são interessantes. Na dúvida, escolha o produto que atenda a todos os requisitos.
Por último, uma dica importante: Você vai encontrar diferentes cabos HDMI por aí; alguns baratos e outros bem caros. O segredo é: todos os cabos HDMI são a mesma coisa! Economize!
Pode ter certeza, este pequeno guia vai facilitar muito sua vida na hora de escolher sua próxima TV. Esqueça as mensagens publicitárias, fique atento aos detalhes que, muitas vezes, não são passados pelos vendedores; eles estão ali com um objetivo maior: vender. Não deixe também de pesquisar – isso com certeza vai te ajudar a fazer o melhor negócio.
Se você ainda tem dúvidas e quiser conhecer um pouco mais, principalmente sobre as SmartTVs e os modelos 3D, confira os links logo acima do texto. Há várias dicas de comparações de televisores e informações detalhadas sobre as novas tecnologias deste mercado.

Via Olhar Digital