PAI QUER PROCESSAR MICROSOFT APÓS FILHO GASTAR US$ 4,5 MIL EM MICROTRANSAÇÕES




Um pai frustrado está procurando um advogado para iniciar uma ação judicial de classe contra a Microsoft, após seu filho gastar US$ 4,5 mil em microtransações no FIFA 15.
No modo Ultimate Team, o jogador pode comprar pacotes de atletas com dinheiro in-game ou dinheiro real. O pai em questão entrou em contato com a empresa, que recusou devolver a quantia.



Em um post na rede de blogs Medium, o homem diz que ele e sua esposa assumem a culpa de não prestar mais atenção nas coisas que o filho faz, mas que gostaria que a Microsoft adicionasse melhores opções de controle dos pais. “Se a Microsoft quisesse evitar a frustração e até problemas financeiros de milhares de pais, eles poderiam introduzir diversos sistemas para maior controle do que os filhos fazem nas lojas do console. Eles simplesmente escolheram não fazer isso.”

A Microsoft não é a única grande companhia a enfrentar ações judiciais. A Sony teve que dar compensação a usuários afetados pelo grande blackout da PSN em 2011, em que o sistema ficou offline por um mês e informações dos usuários, como número de cartões de crédito, foram vazadas.

Via IGN